• Blog do HRAC Centrinho-USP

    Este é o Blog oficial do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC/Centrinho) da Universidade de São Paulo (USP), mantido pela Assessoria de Imprensa da instituição.
  • Na mídia‬:

  • TV TEM: Reportagem especial mostra principais pontos de Bauru

    HRAC/Centrinho-USP é destaque em matéria especial dos 120 anos de Bauru. Principais pontos da cidade foram escolhidos pelos telespectadores.

  • HRAC/Centrinho na série ‘Joias do Interior’, da TV TEM

    Neste novo vídeo, quem conta sua história e fala sobre o tratamento é a jovem Gabriela Viana e sua mãe, Claudinéia, de Bauru. Clique na imagem e confira!

  • Dia a dia do Hospital (Jogo de Cintura, TV TEM, 04/10/14)

    O dia a dia do Centrinho-USP. Histórias de gente que é exemplo de superação, dedicação e alegria!

  • Primeiros sons (Fantástico, TV Globo, 07/09/14)

    Crianças escutam pela 1ª vez e têm reações emocionantes

  • Sistema FM (TEM Notícias, TV TEM)

    Teste

    Centrinho usa sistema FM para facilitar aprendizado de crianças com problemas auditivos. Reportagem: Evandro Cini

  • Implante Coclear (Encontro com Fátima Bernardes, TV Globo, 11/11/14)

    Encontro com Fátima Bernardes mostra tecnologias que auxiliam a vida de pessoas com deficiência, como a do pequeno Enzo, usuário de implante coclear

  • Fissura labiopalatina (Bem Estar, TV Globo, 24/06/13)

    Programa Bem Estar, da TV Globo, exibe matéria sobre tratamento da fissura labiopalatina. Reportagem: Giuliano Tamura

  • Fissura labiopalatina (Hoje em Dia, Rede Record)

    Quadro "Você e o doutor", do Programa Hoje em Dia, da Rede Record, destaca cuidados com bebês com fissura labiopalatina

  • Fissura labiopalatina (Hoje em Dia, Rede Record, 16/11/11)

    Record faz reportagem especial sobre fissura labiopalatina. Confira!

  • Centrinho tatuado (Jornal da Cidade, Bauru, 13/04/12)

    A história de Gabriela Oliveira da Silva, 22 anos, gaúcha, moradora de Pelotas, não é só de recuperação de saúde, vida social e gratidão, mas também de homenagem ao tratamento que recebeu nos últimos 20 anos no Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais da USP (HRAC/USP) de Bauru, conhecido como Centrinho.

  • Estadão

    Hospitais paulistas que atendem pacientes de todo o país foram destaque em reportagem do jornal O Estado de S. Paulo. Clique na imagem acima e confira a matéria na íntegra, que também aborda o trabalho do Centrinho-USP.

  • Imprensa destaca 20 anos do implante coclear no Brasil

    Dia 14/5/2010, reportagem foi destaque no programa Direto da Redação, veiculado nacionalmente pela Record News

  • “Nosso Mural” informativo de comunicação interna

    Essa é uma publicação semanal do Centrinho-USP, parte das estratégias de comunicação interna do Hospital.
  • A instituição

    Hospital localizado em Bauru (SP), Brasil, que oferece tratamento integral nas áreas de anomalias craniofaciais, síndromes associadas e deficiências auditivas via Sistema Único de Saúde (SUS).

  • Instituições parceiras

Mestrandas da Suécia realizam intercâmbio no Centrinho

foto-1

A partir da esquerda: professora Ana Paula Fukushiro (FOB/HRAC), Katarina, professora Inge, Roxanne e a fonoaudióloga Renata Yamashita (HRAC), que já realizou capacitação no Karolinska. Foto: Márcio Antonio da Silva

As estudantes são do Karolinska Institutet, uma das principais universidades
da área médica do mundo, responsável pela indicação do
Nobel de Medicina

 

O Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC/Centrinho) da USP recebeu, nos meses de novembro e dezembro, duas alunas de mestrado em Fonoaudiologia do Karolinska Institutet, de Estocolmo, na Suécia.

Katarina Karlin e Roxanne S. Harris realizaram intercâmbio de cinco semanas no HRAC-USP, por meio de convênio de cooperação acadêmica internacional firmado neste ano de 2016 pelas duas instituições.

As estudantes da Suécia atuaram no Laboratório de Fisiologia do Hospital, onde receberam capacitação em métodos instrumentais de avaliação da fala, da respiração e do sono. Também participaram de duas disciplinas internacionais do Programa de Pós-Graduação do HRAC-USP, ministradas em língua inglesa, com carga horária de 45 horas cada. Além disso, realizaram observação supervisionada em áreas de interesse como fonoaudiologia, odontologia e implante coclear.

De acordo com a coordenadora do convênio, Inge Elly Kiemle Trindade, professora titular da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB) e da Pós-Graduação do HRAC, o Karolinska Institutet tem um grupo de docentes que atua na reabilitação das fissuras labiopalatinas, mas não oferece um treinamento e uma experiência similar sobre os protocolos, formas e etapas do tratamento, com uma visão global das diferentes áreas profissionais. “Para eles é um conhecimento enriquecedor”, afirma.

A parceria entre o Hospital e o instituto prevê o intercâmbio de estudantes de pós-graduação, docentes, pesquisadores e membros da equipe técnico-administrativa das duas instituições, para participação em atividades de ensino e pesquisa. Os campos de estudo estabelecidos são patologia da fala e linguagem, e fisiologia e patologia da fala aplicadas às fissuras orofaciais e anomalias relacionadas. Segundo a professora Inge, já está prevista para 2017 a ida de um aluno do Programa de Pós-Graduação do HRAC-USP para o instituto sueco.

Prestígio internacional
O Karolinska Institutet está entre as principais universidades da área médica do mundo e é a maior instituição acadêmica de pesquisa médica da Suécia. É uma comissão do Karolinska Institutet que indica os laureados com o Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina, sendo que cinco pesquisadores do instituto já ganharam o Nobel nessa categoria. A instituição ficou em 28º lugar no World University Rankings 2016-2017, realizado pela consultoria britânica de educação superior Times Higher Education (THE).

“O Instituto Karolinska é reconhecidamente um centro de pesquisa de ponta, seja na área médica ou em outras áreas do conhecimento. É um local procurado por alunos do mundo inteiro para intercâmbio. Para nós, do Centrinho-USP, essa parceria representa uma grande honra, dado o prestígio do instituto na comunidade científica internacional. É um reconhecimento do trabalho que o Hospital vem desenvolvendo”, conclui a professora Inge.

%d blogueiros gostam disto: