• Blog do HRAC Centrinho-USP

    Este é o Blog oficial do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC/Centrinho) da Universidade de São Paulo (USP), mantido pela Assessoria de Imprensa da instituição.
  • Na mídia‬:

  • TV TEM: Reportagem especial mostra principais pontos de Bauru

    HRAC/Centrinho-USP é destaque em matéria especial dos 120 anos de Bauru. Principais pontos da cidade foram escolhidos pelos telespectadores.

  • HRAC/Centrinho na série ‘Joias do Interior’, da TV TEM

    Neste novo vídeo, quem conta sua história e fala sobre o tratamento é a jovem Gabriela Viana e sua mãe, Claudinéia, de Bauru. Clique na imagem e confira!

  • Dia a dia do Hospital (Jogo de Cintura, TV TEM, 04/10/14)

    O dia a dia do Centrinho-USP. Histórias de gente que é exemplo de superação, dedicação e alegria!

  • Primeiros sons (Fantástico, TV Globo, 07/09/14)

    Crianças escutam pela 1ª vez e têm reações emocionantes

  • Sistema FM (TEM Notícias, TV TEM)

    Teste

    Centrinho usa sistema FM para facilitar aprendizado de crianças com problemas auditivos. Reportagem: Evandro Cini

  • Implante Coclear (Encontro com Fátima Bernardes, TV Globo, 11/11/14)

    Encontro com Fátima Bernardes mostra tecnologias que auxiliam a vida de pessoas com deficiência, como a do pequeno Enzo, usuário de implante coclear

  • Fissura labiopalatina (Bem Estar, TV Globo, 24/06/13)

    Programa Bem Estar, da TV Globo, exibe matéria sobre tratamento da fissura labiopalatina. Reportagem: Giuliano Tamura

  • Fissura labiopalatina (Hoje em Dia, Rede Record)

    Quadro "Você e o doutor", do Programa Hoje em Dia, da Rede Record, destaca cuidados com bebês com fissura labiopalatina

  • Fissura labiopalatina (Hoje em Dia, Rede Record, 16/11/11)

    Record faz reportagem especial sobre fissura labiopalatina. Confira!

  • Centrinho tatuado (Jornal da Cidade, Bauru, 13/04/12)

    A história de Gabriela Oliveira da Silva, 22 anos, gaúcha, moradora de Pelotas, não é só de recuperação de saúde, vida social e gratidão, mas também de homenagem ao tratamento que recebeu nos últimos 20 anos no Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais da USP (HRAC/USP) de Bauru, conhecido como Centrinho.

  • Estadão

    Hospitais paulistas que atendem pacientes de todo o país foram destaque em reportagem do jornal O Estado de S. Paulo. Clique na imagem acima e confira a matéria na íntegra, que também aborda o trabalho do Centrinho-USP.

  • Imprensa destaca 20 anos do implante coclear no Brasil

    Dia 14/5/2010, reportagem foi destaque no programa Direto da Redação, veiculado nacionalmente pela Record News

  • “Nosso Mural” informativo de comunicação interna

    Essa é uma publicação semanal do Centrinho-USP, parte das estratégias de comunicação interna do Hospital.
  • A instituição

    Hospital localizado em Bauru (SP), Brasil, que oferece tratamento integral nas áreas de anomalias craniofaciais, síndromes associadas e deficiências auditivas via Sistema Único de Saúde (SUS).

  • Instituições parceiras

Canal no YouTube busca disseminar informações sobre fissura labiopalatina e compartilhar experiências

canal_lais_vidotto

Compartilhar experiências de vida relacionadas à fissura labiopalatina e trazer informações úteis sobre o assunto para pacientes e pais, a partir de entrevistas com profissionais experientes na área. Esta é a proposta do canal no YouTube “Lábios Compartidos” (https://www.youtube.com/channel/UCYiiinKt9vIVaCbu-ncqroA), criado no último mês de novembro e que, até 8 de fevereiro, contava com cerca de 3.700 visualizações de vídeos.

A iniciativa é da fisioterapeuta Laís Vidotto, 30 anos, que atualmente reside em Londres, Inglaterra, onde faz doutorado. Laís nasceu com fissura de lábio e palato e iniciou o tratamento no HRAC/Centrinho-USP aos três meses de vida. Natural de São Paulo (SP), é graduada em Fisioterapia (2008), fez aprimoramento profissional em Reabilitação em Anomalias Craniofaciais no HRAC (2010) e especialização em Fisioterapia Cardiorrespiratória no Instituto do Coração-InCor/HCFMUSP (2011), e é mestre em Ciências da Reabilitação pela Universidade Estadual de Londrina-UEL (2014).

Laís trabalha desde 2011 com fisioterapia cardiorrespiratória, principalmente em Unidades de Terapia Intensiva (adulto e pediátrica). Atuou no Hospital Evangélico de Londrina (PR) e no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp/HCFMUSP).

No momento, Laís cursa doutorado na Brunel University London, na área de fisioterapia respiratória, com financiamento da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Ela trabalha em um projeto que visa traçar o perfil de pacientes com disfunção respiratória e desenvolver uma ferramenta de avaliação e diagnóstico para essa população.

Em dezembro, Laís esteve no Brasil e entrevistou profissionais do HRAC e da Profis. Algumas das entrevistas já resultaram em vídeos e estão disponíveis no canal no YouTube. Tratam de temas como o que é a fissura labiopalatina e trazem informações básicas a gestantes, além de orientações sobre amamentação.

Leia a seguir um breve bate-papo que tivemos com Laís Vidotto, sobre o objetivo do canal e seus projetos para o futuro.

Assessoria de Imprensa HRAC-USP: Ter nascido com fissura influenciou de alguma forma suas escolhas acadêmicas e profissionais?
Laís Vidotto: Sempre tive vontade de ajudar as pessoas, e acredito que tudo que passei por conta da fissura pode sim ter afetado positivamente minhas escolhas de vida, em geral. Mas ter nascido com fissura nunca influenciou minhas escolhas profissionais, especificamente. Meus pais sempre me trataram e orientaram igualmente ao meu irmão. Nunca senti nenhuma diferença nesse sentido. E penso que a forma como eles me trataram me deixou confiante para conquistar meus sonhos.

Assessoria de Imprensa HRAC-USP: Conte sobre seu canal no YouTube “Lábios Compartidos”. Qual o objetivo, o que a motiva e o que essa iniciativa representa para você?
Laís Vidotto: Meu canal, “Lábios Compartidos”, foi algo que tive vontade de fazer há um bom tempo, e foi difícil ter coragem e tempo para colocar em prática. Mas esta causa me fez seguir em frente. A intenção é compartilhar minhas experiências de vida relacionadas à fissura, trazer informações úteis sobre o assunto (para pacientes e pais), conversando com profissionais experientes na área. O que me motiva é a vontade de ajudar os pacientes com fissura e/ou anomalias relacionadas a superarem as dificuldades ocasionadas por esta condição, mostrando que podemos (e DEVEMOS) ser muito felizes e aprender a lidar com nossas diferenças e com o preconceito que ainda existe em relação à fissura labiopalatina. Mas, desde que comecei, percebi que EU sou a pessoa que mais tem se beneficiado dessa iniciativa. Tem sido muito bom falar sobre fissura, abrir meu coração, e receber tantas mensagens carinhosas de pacientes, pais e outros.

Assessoria de Imprensa HRAC-USP: Como é o processo de produção, edição e divulgação dos vídeos? Você tem alguma ajuda profissional?
Laís Vidotto: Eu faço tudo sozinha. Uso meu próprio celular e um tripé para gravar os vídeos. Tento gravar em locais bonitos e com boa iluminação, já que não tenho nenhum equipamento sofisticado. Eu nunca havia usado nenhum programa de edição de vídeos. Tampouco tinha conhecimento sobre divulgação desse tipo de material. Quando decidi iniciar o projeto, comecei a ler e aprender sobre o assunto. Sei que ainda tenho muito a melhorar, mas a ideia principal é trazer o conteúdo às pessoas que mais podem se beneficiar dele, da melhor forma dentro do que é possível para mim. A proposta é postar vídeos uma vez por semana. Os vídeos nos quais trago profissionais para falar sobre fissura fazem parte de uma série chamada “Falando com o profissional”. Os vídeos têm sido liberados aos poucos, e intercalados com outros onde falo sobre a minha experiência, e com uma outra série chamada “Lábios compartidos que compartilham”, onde são contadas histórias de outros pacientes ou pais. Inclusive, o convite está aberto a quem quiser compartilhar sua história. A identificação dos participantes poderá ou não ser divulgada, dependendo da vontade dos mesmos.

Assessoria de Imprensa HRAC-USP: Quando deverá retornar ao Brasil? Quais seus planos para o futuro?
Laís Vidotto: A intenção é que eu e meu esposo retornemos ao Brasil em 2019. Temos muitos planos pessoais e profissionais que queremos colocar em prática. Um dos principais é ter filhos e estar mais próximos da família. Tenho estado em contato com um excelente grupo no Brasil que tem interesse no mesmo campo de pesquisa que eu. A intenção é trabalharmos juntos no futuro, quando eu retornar. Meu canal no YouTube também está nos planos futuros. Quero melhorar o conteúdo e a qualidade dos vídeos a cada dia, e estarei trabalhando para isso. Além disso, organizações internacionais de apoio ao tratamento da fissura entraram em contato comigo e parcerias estão sendo discutidas. Espero que em breve possamos anunciar novidades que deverão ajudar mais pacientes.

Anúncios

49º Curso de Anomalias Congênitas Labiopalatinas do Centrinho-USP acontece em setembro

curso_anomalias_2015

Foto: Márcio Antonio da Silva, HRAC-USP

Inscrições de trabalhos científicos serão recebidas até o dia 7 de agosto

Em sua 49ª edição, o Curso de Anomalias Congênitas Labiopalatinas, mais tradicional evento científico do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC/Centrinho) da Universidade de São Paulo (USP), será realizado no período de 26 de setembro a 1º de outubro, em Bauru (SP).

Ministrado por membros da equipe interdisciplinar do Centrinho-USP, o curso visa disseminar as etapas e condutas terapêuticas adotadas no Hospital e é destinado a profissionais, estudantes e pesquisadores das diversas áreas da saúde, atraindo participantes de todo o país e também do exterior.

Neste ano, o evento traz um curso básico e 12 específicos, oferecendo um panorama global das especialidades envolvidas na reabilitação das fissuras labiopalatinas e anomalias relacionadas. A programação abrange as áreas de cirurgia plástica, odontologia, fonoaudiologia, enfermagem, fisiologia, fisioterapia, genética, nutrição e nutrologia, otorrinolaringologia, pediatria, prótese de palato, psicologia, saúde auditiva, serviço social e terapia ocupacional.

Esta edição traz ainda discussão e estudo de casos em cirurgia craniofacial e síndromes, visita guiada ao Hospital e sessão de painéis científicos. A data limite para envio de trabalhos é o próximo dia 7 de agosto. As inscrições promocionais para o evento já estão abertas e serão recebidas até o dia 16 de setembro.

O curso básico acontece no Teatro Universitário da USP-Bauru e os cursos específicos, nas salas da Pós-Graduação do Centrinho-USP. Programação completa, inscrições e outras informações pelo site www.centrinho.usp.br/eventos/info, e-mail eventos.hrac@usp.br ou telefone 14 3235-8437. O Teatro Universitário da USP-Bauru fica na Alameda Dr. Octávio Pinheiro Brisolla, 9-75, Vila Universitária, e o Hospital Centrinho-USP, na Rua Sílvio Marchione, 3-20, também na Vila Universitária.

Serviço
49º Curso de Anomalias Congênitas Labiopalatinas do Centrinho-USP
Quando: 26/09 a 01/10/2016
Onde: Teatro Universitário da USP-Bauru (Alameda Dr. Octávio Pinheiro Brisolla, 9-75, Vila Universitária, Bauru-SP) e salas da Pós-Graduação do Centrinho-USP (Rua Sílvio Marchione, 3-20, Vila Universitária, Bauru-SP)
Público-alvo: profissionais, estudantes e pesquisadores da área da saúde
Organização: Equipe interdisciplinar do Centrinho-USP. Apoio: FOB-USP
Data limite para envio de trabalhos: 07/08/2016
Inscrições promocionais: até 16/09/2016
Programação completa, inscrições e mais informações: site www.centrinho.usp.br/eventos/info, e-mail eventos.hrac@usp.br ou telefone 14 3235-8437

Eventos na USP Bauru discutem terceiro setor e inclusão social

2016_04_01_peca_teatral

Foto: Julia Parpulov

Programação conta com peça teatral que aborda universo da fissura labiopalatina e apresentações musicais de pacientes

Nos dias 7 e 8 de abril, o campus da USP em Bauru vai sediar dois eventos que visam discutir o terceiro setor, inclusão social e ações para o fortalecimento de associações de pacientes com fissura labiopalatina ou deficiência auditiva. A organização é do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC/Centrinho) da USP, Rede Nacional de Associações de Pais e Pessoas com Fissura Labiopalatina (Rede Profis) e Sociedade de Promoção Social do Fissurado Lábio-Palatal (Profis) de Bauru.

O XII Encontro da Rede Profis acontece no dia 7 de abril, quinta-feira, das 8h às 18h, no auditório da Biblioteca da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB) da USP. No período da manhã, serão apresentadas iniciativas de apoio à Rede Profis – como a venda das agendas “A luz do teu sorriso” e das camisetas “As fissuradas” – e experiências das associações espalhadas pelo Brasil. Também haverá depoimentos de pacientes que concluíram o processo de reabilitação e que vão compartilhar suas trajetórias e experiências.

No período da tarde, acontecerão duas mesas-redondas, “Mapeamento dos serviços de saúde e reabilitação na área das anomalias craniofaciais e deficiência auditiva no Brasil” e “Elo Clube: Franquia Social, Captação de Recursos e Mídias Sociais”. Será realizada ainda a assembleia geral da Rede Profis, com apresentação de contas e balanço e eleição de nova diretoria para o biênio 2016-2018.

Entre os convidados, além de pacientes e membros da equipe do Centrinho-USP, Rede Profis e Profis Bauru, estão: Daniela Barbosa, mestre em Ciências da Reabilitação pelo Centrinho-USP, professora assistente do curso de Fonoaudiologia da Universidade Norte do Paraná (Unopar), fonoaudióloga do Centro de Apoio e Reabilitação dos Portadores de Fissura Lábio-Palatal de Londrina e Região (Cefil) e da Rede As Fissuradas, e voluntária da Operação Sorriso Brasil; e o psicólogo Nelson Antônio de Barros Júnior e o advogado Renato Bueno de Souza Filho, da Elo Clube Assessoria e Captação de Recursos para o Terceiro Setor.

Já no dia 8 de abril, sexta-feira, será realizado o Curso Terceiro Setor e Inclusão Social. O evento acontece das 7h30 às 17h30, no Teatro Universitário da FOB-USP. “O terceiro setor e o novo marco regulatório” será o tema da palestra da manhã, ministrada pelo administrador Carlos Emanuel de Campos Silva, da Audisa Auditoria e Consultoria.

À tarde, a programação prossegue com a palestra “Soluções digitais: Marketing tradicional e digital (crowdfunding)”, ministrada pelo publicitário Alexandre Carvalho, pós-graduado em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), mestre em Comunicação pela Unesp e professor do FIAM-FAAM Centro Universitário.

Encerrando o curso, haverá a mesa-redonda “A Lei Brasileira de Inclusão (Estatuto da Pessoa com Deficiência)”, com a participação de Wederson Rufino dos Santos, coordenador-geral de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Secretaria de Direitos Humanos do Governo Federal (por videoconferência), e do advogado Eduardo Jannone da Silva, coordenador da Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência da OAB Bauru e membro do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Comude) de Bauru.

As aberturas e intervalos dos eventos vão contar com diversas apresentações musicais de pacientes do Centrinho-USP. Além de incrementar a programação cultural dos eventos, o intuito é mostrar e estimular talentos.

O XII Encontro da Rede Profis e o Curso Terceiro Setor e Inclusão Social são voltados a dirigentes, representantes e voluntários de associações de pais e pessoas com anomalias craniofaciais ou deficiências auditivas e de entidades do terceiro setor, além de profissionais, alunos, residentes e estagiários da USP Bauru e demais interessados.

Inscrições e programação completa pelo site www.centrinho.usp.br/eventos/info. As inscrições promocionais serão recebidas também nos dias dos eventos. Mais informações pelo e-mail eventos.hrac@usp.br ou telefone (14) 3235-8437.

‘O menino que não sabia chorar’
Como parte da programação, o campus da USP em Bauru vai receber o espetáculo teatral “O menino que não sabia chorar”. O musical infantil será encenado no dia 7 de abril, quinta-feira, às 20h, no Teatro Universitário da FOB-USP.

Inspirado na história real do pequeno Bento – que nasceu com fissura labiopalatina e não teve o canal lacrimal de um dos olhos formado –, o espetáculo é uma aventura musical do menino e de sua irmã, Clarice, em busca do seu choro.

No caminho, eles encontram personagens muito divertidos que tentam fazer o garoto chorar: o vovô Caruso (inspirado no avô de Bento, o ator Marcos Caruso), que tem em casa um medidor de felicidade; o roqueiro Jimmy Joe; o temido cangaceiro Deoclécio Jirimum e o médico Dr. Cesar. Mas o que eles conseguem mesmo é provocar muitas risadas com suas invenções mirabolantes.

Para falar da realidade do filho de forma poética, a artista plástica Luiza Pannunzio criou o personagem O Menino que Não Sabia Chorar, que, com suas ilustrações e textos, ganhou milhares de seguidores na página “As Fissuradas” nas redes sociais. E foi pela internet que a dramaturga Paula Autran conheceu a história de Bento e decidiu levá-la para os palcos com muita poesia, música e aventura, chamando a atenção para o tema da fissura labiopalatina.

Com duração de 50 minutos, a peça tem dramaturgia de Paula Autran, direção geral de Fabio Brandi Torres, direção musical e trilha original do maestro Marcelo Amalfi e ilustrações e figurino de Luiza Pannunzio. No elenco estão Camila dos Anjos, Denis Antunes, Gabriela Fortanell e Geraldo Rodrigues.

Os convites para o espetáculo estão à venda na Profis Bauru, por R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia-entrada). Pessoas com deficiência têm entrada gratuita na compra de um ingresso para acompanhante. Mais informações sobre convites pelo e-mail redeprofis@gmail.com ou pelo telefone (14) 3234-5699.

A FOB-USP fica localizada na Alameda Dr. Octávio Pinheiro Brisolla, 9-75, Vila Universitária, e a Profis Bauru, na Rua Sílvio Marchione, 3-55, Vila Universitária, em frente ao Centrinho-USP.

Solidariedade: camisetas e agendas em apoio à Rede Profis

2016_01_camiseta_fissuradas_rede_profis (1)A Rede Profis – entidade que reúne e apoia o desenvolvimento das associações de pais e pessoas com fissura labiopalatina de todo o Brasil – está com duas novidades bacanas para captação de recursos. Estão à venda camisetas das “Fissuradas” e agendas 2016 “A Luz do Teu Sorriso”.
As camisetas têm dois modelos de desenhos, assinados por Luiza Pannunzio, designer, ilustradora e criadora da página “As fissuradas” no Facebook (uma rede de apoio para mães de crianças nascidas com fissura). Há diversos tamanhos disponíveis, tanto no adulto como no infantil.

Já a agenda, uma iniciativa de Vanessa Corrêa da Silva (idealizadora do projeto “A Luz do Teu Sorriso”, que visa disseminar informações sobre fissura), é resultado da parceria entre associações de todo o país, a designer Greice Silva e o artista plástico Luciano Martins, com apoio da Associação 2016_01_agenda_2016_rede_profisdos Fissurados do Vale do Itajaí-SC (Afisvale). Na abertura de cada mês, fotos de “antes” e “depois” e lindos sorrisos de crianças em reabilitação.


Para adquirir as camisetas ou sua agenda e colaborar com mais sorrisos, entre em contato pelo e-mail redeprofis@gmail.com ou telefone (14) 3234-5699. A renda será revertida para a Rede Profis.

Saiba mais sobre o trabalho da entidade e sobre os projetos nos endereços www.redeprofis.com.br, www.asfissuradas.com e www.facebook.com/aluzdoteusorriso.

solidariedade: Vales da festa do sanduíche Bauru podem ser adquiridos na Profis

estão à venda os vales da festa do sanduíche Bauru, que integra a programação do tradicional evento ‘Viva Bauru’, em comemoração aos 119 anos da cidade. A renda da venda dos sanduíches será revertida para entidades assistenciais do município. Neste ano, a Profis será uma das 23 instituições beneficiadas.

Cada entidade participante recebeu 965 vales-sanduíches. Para saborear o delicioso Bauru – e ajudar a Profis – você pode adquirir seus vales antecipadamente, pelo valor promocional de R$ 10,00 cada, na Profis. A entidade fica na Rua Sílvio Marchione, 3-22, em frente ao Centrinho-USP. A retirada do sanduíche será no Parque Vitória Régia, durante a festa. Mais informações na Profis, pelo telefone 3234-5699, com Michele. Colabore!

A festa
O ‘Viva Bauru 2015’ será realizado de 31 de julho (sexta-feira) a 02 de agosto (domingo), no Parque Vitória Régia. Maior festa de Bauru, contará com programações recreativas, de entretenimento, cultura, espetáculos – que visam valorizar os talentos da cidade –, além da venda do bolo de aniversário gigante e dos sanduíches. O evento é uma realização do Jornal da Cidade, Prefeitura Municipal de Bauru e Rede Confiança de Supermercados.

A Profis
Criada em 1975, por iniciativa de um grupo de profissionais do Centrinho-USP, a Sociedade de Promoção Social do Fissurado Lábio-Palatal (Profis) de Bauru é uma entidade de fins filantrópicos, que presta assistência social a pessoas com fissuras labiopalatinas, outras anomalias craniofaciais e deficiência auditiva. Cerca de 250 pessoas (entre pacientes do Centrinho-USP e acompanhantes) passam diariamente pela Profis para alimentação (café da manhã e almoço) e hospedagem (alojamento, banho, berçário e guarda-volumes). A entidade também oferece sala de descanso com televisão, apoio com medicação e informações sobre transporte, hotéis e pensões. Saiba mais: www.profis.com.br.

no Centrinho: Workshop traz técnicas cirúrgicas em busca de melhores resultados na reabilitação das fissuras

O “1º Workshop de Cirurgias Primárias do HRAC-USP” reuniu em Bauru, de 25 a 27 de maio, mais de 30 cirurgiões plásticos e cirurgiões bucomaxilofaciais de diversos estados do país, como Ceará, Maranhão, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo, Sergipe e também do Distrito Federal.

Segundo o médico Eudes Soares de Sá Nóbrega, chefe da Seção de Cirurgia Plástica do Centrinho-USP e coordenador do evento, o objetivo foi reunir grandes expoentes do Brasil na área de reabilitação das fissuras labiopalatinas para compartilhar técnicas cirúrgicas e condutas que propiciem os melhores resultados aos pacientes. “Essa troca de conhecimento e experiência entre os profissionais é importante porque permite que os diversos centros especializados do país estejam em sintonia com o que há de melhor para o tratamento”, ressalta.

O Workshop contou com aulas teóricas e práticas, discussões e cirurgias com transmissão simultânea aos participantes. O evento abordou técnicas que trazem melhor qualidade de cicatriz e resultado na cirurgia para reparação labial e que são menos traumáticas na cirurgia de enxerto ósseo na região da gengiva. Trouxe ainda um panorama atual da labiorrinoplastia (cirurgia plástica de nariz durante a reparação primária do lábio).

“Um grande diferencial foi a oportunidade de observar na prática, na realização de uma cirurgia, a aplicação de um conceito teórico visto anteriormente. Essa associação direta entre teoria e prática torna o aprendizado muito mais enriquecedor”, afirma o cirurgião plástico Jorge Luiz de Almeida Teixeira, da Sociedade Especializada no Atendimento ao Fissurado do Estado de Sergipe (Seafese) e do Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe (UFS). “Essa experiência também foi importante para aperfeiçoar nossas táticas cirúrgicas, para que as técnicas sejam aplicadas mais facilmente”.

Já o cirurgião bucomaxilofacial Nicolau Babadopulos, da Associação Beija-Flor – Centro de Reabilitação das Deformidades Faciais do Ceará (Funface), destaca a importância da programação contemplar a área de cirurgia bucomaxilofacial. “Foi uma excelente oportunidade de atualização que certamente aprimora nosso trabalho junto aos nossos pacientes”.

Os especialistas convidados foram: Celso Luiz Buzzo, cirurgião plástico do Hospital Sobrapar (de Campinas-SP); Henrique Pessoa Ladvocat Cintra, cirurgião plástico e professor do curso de Pós-Graduação em Cirurgia Plástica da PUC-Rio; e Renato da Silva Freitas, cirurgião plástico e craniofacial do Centro de Atendimento Integral ao Fissurado Labiopalatal (CAIF, de Curitiba-PR) e docente da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

O cirurgião plástico Eudes Nóbrega, coordenador do Workshop, aproveita para agradecer os professores, participantes e toda a equipe do Centrinho-USP envolvida. “O sucesso desse evento só foi possível com a colaboração e apoio de todos”.

evento científico: Workshop no Centrinho-USP discute técnicas cirúrgicas nas fissuras labiopalatinas

O Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC/Centrinho) da USP promove, de 25 a 27 de maio, o “1º Workshop de Cirurgias Primárias”, com o objetivo de discutir técnicas cirúrgicas e buscar os melhores resultados na reabilitação das fissuras labiopalatinas.

Voltado a cirurgiões plásticos e cirurgiões bucomaxilofaciais, o Workshop terá aulas teóricas e práticas, discussões e cirurgias com transmissão simultânea aos participantes.

Serão debatidos procedimentos como labiorrinoplastia (cirurgia plástica de nariz durante a reparação primária do lábio), queiloplastia primária com cicatriz linear (cirurgia para correção labial) e enxerto ósseo em fissura alveolar (cirurgia que corrige o defeito ósseo na região da gengiva).

Os ministrantes convidados estão entre os principais especialistas do país no tratamento das fissuras labiopalatinas: Celso Luiz Buzzo, cirurgião plástico do Hospital Sobrapar (de Campinas-SP) e membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e da Associação Brasileira de Cirurgia Craniomaxilofacial; Henrique Pessoa Ladvocat Cintra, cirurgião plástico, professor do curso de Pós-Graduação em Cirurgia Plástica da PUC-Rio e membro titular da SBCP; e Renato da Silva Freitas, cirurgião plástico e craniofacial do Centro de Atendimento Integral ao Fissurado Labiopalatal (CAIF, de Curitiba-PR) e coordenador da Disciplina e do Serviço de Cirurgia Plástica da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

“Essa troca de experiências com três dos principais expoentes do Brasil na área de reabilitação das fissuras labiopalatinas é uma excelente oportunidade para aperfeiçoar condutas e técnicas, e propiciar sempre os melhores resultados aos pacientes dos diversos centros do país”, destaca o médico Eudes Soares de Sá Nobrega, chefe da Seção de Cirurgia Plástica do Centrinho-USP e coordenador do evento.

As inscrições promocionais para o evento serão recebidas até o dia 15 de maio, pelo site www.centrinho.usp.br/eventos/info. As vagas são limitadas. O Workshop será realizado no Anfiteatro do Hospital Centrinho-USP, localizado na Rua Sílvio Marchione, 3-20, Vila Universitária, Bauru (SP). Mais informações pelo telefone (14) 3235-8437 ou e-mail eventos.hrac@usp.br.

Programação

– 25/05 (segunda-feira)
08h00 às 09h00: “Labiorrinoplastia bilateral – Uma visão atual”, com Henrique Pessoa Ladvocat Cintra (PUC-Rio, Rio de Janeiro-RJ)
09h00 às 09h45: Discussão
09h45 às 10h00: Intervalo
10h00 às 11h00: “Enxerto ósseo em fissura alveolar”, com Celso Luiz Buzzo (Hospital Sobrapar, Campinas-SP)
11h00 às 11h45: Discussão
Tarde: Cirurgia com transmissão simultânea

– 26/05 (terça-feira)
09h00 às 10h00: “Queiloplastias primárias com cicatriz linear independente da largura da fenda (Técnica de Fischer)”, com Renato da Silva Freitas (CAIF e UFPR, Curitiba-PR)
10h00 às 10h15: Intervalo
10h15 às 11h00: Discussão
Tarde: Cirurgia com transmissão simultânea

– 27/05 (quarta-feira)
Manhã e tarde: Cirurgia com transmissão simultânea

Serviço
1º Workshop de Cirurgias Primárias do HRAC-USP
Quando: 25 a 27/05/2015
Onde: Anfiteatro do Hospital Centrinho-USP (Rua Sílvio Marchione, 3-20, Vila Universitária, Bauru-SP)
Organização: Hospital Centrinho-USP
Público-alvo: Cirurgiões plásticos e cirurgiões bucomaxilofaciais
Inscrições promocionais: até o dia 15/05/2015
Mais informações e inscrições: site www.centrinho.usp.br/eventos/info, e-mail eventos.hrac@usp.br ou telefone (14) 3235-8437

%d blogueiros gostam disto: