• Blog do HRAC Centrinho-USP

    Este é o Blog oficial do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC/Centrinho) da Universidade de São Paulo (USP), mantido pela Assessoria de Imprensa da instituição.
  • Na mídia‬:

  • TV TEM: Reportagem especial mostra principais pontos de Bauru

    HRAC/Centrinho-USP é destaque em matéria especial dos 120 anos de Bauru. Principais pontos da cidade foram escolhidos pelos telespectadores.

  • HRAC/Centrinho na série ‘Joias do Interior’, da TV TEM

    Neste novo vídeo, quem conta sua história e fala sobre o tratamento é a jovem Gabriela Viana e sua mãe, Claudinéia, de Bauru. Clique na imagem e confira!

  • Dia a dia do Hospital (Jogo de Cintura, TV TEM, 04/10/14)

    O dia a dia do Centrinho-USP. Histórias de gente que é exemplo de superação, dedicação e alegria!

  • Primeiros sons (Fantástico, TV Globo, 07/09/14)

    Crianças escutam pela 1ª vez e têm reações emocionantes

  • Sistema FM (TEM Notícias, TV TEM)

    Teste

    Centrinho usa sistema FM para facilitar aprendizado de crianças com problemas auditivos. Reportagem: Evandro Cini

  • Implante Coclear (Encontro com Fátima Bernardes, TV Globo, 11/11/14)

    Encontro com Fátima Bernardes mostra tecnologias que auxiliam a vida de pessoas com deficiência, como a do pequeno Enzo, usuário de implante coclear

  • Fissura labiopalatina (Bem Estar, TV Globo, 24/06/13)

    Programa Bem Estar, da TV Globo, exibe matéria sobre tratamento da fissura labiopalatina. Reportagem: Giuliano Tamura

  • Fissura labiopalatina (Hoje em Dia, Rede Record)

    Quadro "Você e o doutor", do Programa Hoje em Dia, da Rede Record, destaca cuidados com bebês com fissura labiopalatina

  • Fissura labiopalatina (Hoje em Dia, Rede Record, 16/11/11)

    Record faz reportagem especial sobre fissura labiopalatina. Confira!

  • Centrinho tatuado (Jornal da Cidade, Bauru, 13/04/12)

    A história de Gabriela Oliveira da Silva, 22 anos, gaúcha, moradora de Pelotas, não é só de recuperação de saúde, vida social e gratidão, mas também de homenagem ao tratamento que recebeu nos últimos 20 anos no Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais da USP (HRAC/USP) de Bauru, conhecido como Centrinho.

  • Estadão

    Hospitais paulistas que atendem pacientes de todo o país foram destaque em reportagem do jornal O Estado de S. Paulo. Clique na imagem acima e confira a matéria na íntegra, que também aborda o trabalho do Centrinho-USP.

  • Imprensa destaca 20 anos do implante coclear no Brasil

    Dia 14/5/2010, reportagem foi destaque no programa Direto da Redação, veiculado nacionalmente pela Record News

  • “Nosso Mural” informativo de comunicação interna

    Essa é uma publicação semanal do Centrinho-USP, parte das estratégias de comunicação interna do Hospital.
  • A instituição

    Hospital localizado em Bauru (SP), Brasil, que oferece tratamento integral nas áreas de anomalias craniofaciais, síndromes associadas e deficiências auditivas via Sistema Único de Saúde (SUS).

  • Instituições parceiras

Encontro na USP em Bauru discute transtornos da aprendizagem e neurodesenvolvimento

psico-infantilA USP-Bauru sedia, nos dias 4 e 5 de novembro, o 5º Encontro de Neuropsicologia na Infância, promovido pelo Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC/Centrinho) e pela Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). O tema neste ano será “Neurodesenvolvimento e os Transtornos da Aprendizagem”.

De acordo com a coordenadora do evento, professora Maria de Lourdes Merighi Tabaquim, do Programa de Pós-Graduação do HRAC-USP e do Departamento de Fonoaudiologia da FOB-USP, o objetivo é discutir aspectos preventivos, de diagnóstico e tratamento de transtornos do desenvolvimento, visando à difusão do conhecimento teórico e empírico para profissionais, alunos e pais e à melhoria da aprendizagem e qualidade de vida da criança com necessidades educativas especiais.

“Esta edição vai abordar temas relacionados ao neurodesenvolvimento, agregando diversas disciplinas da saúde e educação, dentre elas neurologia, psiquiatria, psicologia, fonoaudiologia, pedagogia e odontologia”, ressalta. Entre os convidados estão renomados especialistas do Brasil e do exterior.

Voltado a professores, profissionais e estudantes da área da saúde, pais e toda a comunidade interessada, o Encontro terá curso sobre dificuldade na leitura, escrita e matemática, no dia 4 de novembro (sexta-feira), das 14h às 18h, além de videoconferência e palestras sobre assuntos como comportamento motor, neurodesenvolvimento no ensino infantil e dislexia, no dia 5 (sábado), das 8h às 18h.

Os interessados podem se inscrever com valores promocionais pela internet até o dia 28 de outubro. O 5º Encontro de Neuropsicologia na Infância será realizado no Teatro Universitário da USP em Bauru, que fica na Alameda Dr. Octávio Pinheiro Brisolla, 9-75, Vila Universitária. Inscrições e mais informações pelo site www.centrinho.usp.br/eventos/info, e-mail eventos.hrac@usp.br ou pelo telefone (14) 3235-8437.

Serviço
5º Encontro de Neuropsicologia na Infância
Tema: “Neurodesenvolvimento e os Transtornos da Aprendizagem”
Quando: 4 e 5 de novembro
Onde: Teatro Universitário da USP em Bauru (Alameda Dr. Octávio Pinheiro Brisolla, 9-75, Vila Universitária, Bauru-SP)
Público-alvo: professores, profissionais e estudantes da área da saúde, pais e demais interessados
Inscrições promocionais: até 28 de outubro
Realização: Hospital Centrinho-USP e FOB-USP
Inscrições e mais informações: site www.centrinho.usp.br/eventos/info, e-mail eventos.hrac@usp.br ou telefone (14) 3235-8437

Encontro na USP-Bauru discute ética em pesquisa em seres humanos

ceps

O coordenador da Conep, Jorge Venancio, na quarta edição do evento em 2015. Foto: Denise Guimarães, FOB-USP

A Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB) e o Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC/Centrinho) da Universidade de São Paulo (USP) realizam, no dia 19 de agosto, o 5º Encontro dos Comitês de Ética em Pesquisa. O evento acontece das 8h às 16h30, no Teatro Universitário da USP em Bauru.

Voltado a alunos, professores, pesquisadores e toda comunidade científica interessada, o Encontro tem como objetivo atualizar as informações e normas relacionadas à ética em pesquisa em seres humanos, com a participação de renomados especialistas na área.

Neste ano, o evento vai contar com palestras e mesa-redonda sobre educação e ética; pesquisas com fontes de dados de arquivos, prontuários, radiografias e tomografias; processos e procedimentos dos Comitês de Ética em Pesquisa em Seres Humanos (CEPs); além de homenagem in memoriam ao médico William Saad Hossne, professor emérito da Faculdade de Medicina de Botucatu da Universidade Estadual Paulista (Unesp) e fundador da Sociedade Brasileira de Bioética, falecido no último dia 13 de maio, aos 89 anos.

Os convidados são: Anibal Gil Lopes, professor titular da Faculdade de Medicina de Fernandópolis-SP e membro de academias científicas como Academia Brasileira de Ciências, Academia Nacional de Medicina e Pontificia Academia Pro Vita (Vaticano); Dalton Luiz de Paula Ramos, professor titular da Faculdade de Odontologia (FO) da USP, foi membro titular da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep); e Rafael Arouca Höfke Costa, docente e pesquisador da Escola Nacional de Saúde Pública da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Também participam da programação as coordenadoras dos CEPs da FOB-USP, a professora Izabel Regina Fischer Rubira-Bullen, e do Centrinho-USP, a cirurgiã-dentista Silvia Maria Graziadei.

Organizado pelos CEPs da USP-Bauru, o Encontro é gratuito, com vagas limitadas. As inscrições serão recebidas até o dia 15 de agosto, no site www.centrinho.usp.br/eventos/info. Mais informações pelo e-mail eventos.hrac@usp.br ou telefone (14) 3235-8437. O Teatro Universitário da USP-Bauru fica na Alameda Dr. Octávio Pinheiro Brisolla, 9-75, Vila Universitária.

Serviço
5º Encontro dos Comitês de Ética em Pesquisa da FOB-USP e Centrinho-USP
Quando: 19 de agosto de 2016
Onde: Teatro Universitário da USP-Bauru (Alameda Dr. Octávio Pinheiro Brisolla, 9-75, Vila Universitária, Bauru-SP)
Público-alvo: alunos, professores, pesquisadores e toda comunidade científica interessada
Organização: Comitês de Ética em Pesquisa da FOB-USP e Centrinho-USP
Inscrições gratuitas: até o dia 15 de agosto, em www.centrinho.usp.br/eventos/info
Mais informações: e-mail eventos.hrac@usp.br ou telefone (14) 3235-8437

Histórias e conquistas da reabilitação

Apresentações e depoimentos de pacientes reabilitados emocionam em encontro

foto (1)

Thyago: a fala como ferramenta de trabalho

Quando ainda tinha sérias alterações na fala – condição comum na vida de crianças nascidas com fissura labiopalatina –, ele chegou a ouvir que nunca conseguiria falar e se comunicar perfeitamente. Aos 30 anos, Thyago Cézar, paciente do Centrinho-USP desde o primeiro mês de vida e hoje reabilitado, atua como advogado. A fala é uma de suas principais ferramentas de trabalho. “Em todo momento eu tenho que falar, questionar, argumentar, é da minha profissão”. O relato foi dado por Thyago à TV USP Bauru recentemente, em uma série de reportagens sobre fissura (episódio disponível neste link).

Paulistano de nascimento e bauruense de coração, Thyago compartilhou um pouco mais de sua história e conhecimentos – junto com outros pacientes – no XII Encontro da Rede Profis (Rede Nacional de Associações de Pais e Pessoas com Fissura Labiopalatina), realizado no campus USP Bauru no dia 7 de abril.

Para Thyago, o sucesso da reabilitação envolve diversos fatores. “Em primeiro lugar, um bom resultado depende de um centro de referência de qualidade, que reúna todas as especialidades necessárias para o tratamento e que tenha excelentes profissionais, como é o Centrinho”, afirma.

“Depende muito também do paciente. É ele quem vai se submeter às cirurgias e à privação, em alguns momentos, de falar e de se alimentar normalmente. E depende ainda do envolvimento da própria família. Eu tive muito apoio, meus pais sempre fizeram tudo pelo meu tratamento”.

Thyago realizou terapia fonoaudiológica em Bauru e houve momentos do tratamento odontológico em que tinha atendimentos todo mês no Centrinho. “É muito importante o comprometimento. Se faltasse, poderia atrapalhar todo o planejamento do meu tratamento e de outras pessoas”.

“Durante todo esse processo, é lógico que há desconhecimento e incompreensão por parte de outras pessoas. Às vezes, você fica chateado, porque ninguém quer ser menosprezado. Hoje, eu não sinto diferença alguma, não vejo nenhum prejuízo nos relacionamentos, na área profissional. Sempre aprendi a erguer a cabeça e encarar as dificuldades com naturalidade”, salienta.

Para todos aqueles que ainda estão em reabilitação, Thyago reforça a experiência que ele próprio adquiriu: “Força e paciência, que tudo vai dar certo! Força para suportar as dores, as dificuldades. Paciência porque isso vai demorar um tempo. Mas o resultado vem”.

E um desses resultados foi vivenciado pela família Cézar em 2010, um ano muito especial para Thyago, que marcou a conclusão de sua graduação em Direito e a alta do Centrinho. “Eu já era maior de idade, mas, como meus pais assinaram a papelada no início do tratamento, nada mais justo do que eles assinarem a alta”. Thyago fez questão da presença do pai, Alfredo, da mãe, Marta, e da irmã, Renata, com quem mantém um escritório de advocacia. “Foi uma choradeira só, nós e a equipe”, relembra.

Durante o Encontro da Rede Profis, um novo desafio pela frente: Thyago foi eleito presidente da Rede para o biênio 2016-2018. “O Direito propicia muita possibilidade de ajudar as pessoas. Fiquei feliz e lisonjeado com a oportunidade de poder contribuir em uma causa que sempre sonhei em trabalhar, de poder incentivar a busca por direitos, o acesso ao tratamento, à reabilitação, à justiça”, ressalta.

foto (2)

Siderley aos 2 meses e hoje, durante o Encontro

‘Fissurados pela vida’
Outro paciente que emocionou o público presente no evento com sua história e talento foi Siderley Jatobá, de Currais Novos (RN). Na abertura do Encontro, ele cantou a canção “Fissurados pela Vida”, de sua autoria, que busca trazer uma mensagem de coragem e perseverança às famílias que passam pelo processo de reabilitação da fissura labiopalatina.

De acordo com Siderley, a música vai integrar seu segundo CD, com o mesmo título, que deverá ser produzido no segundo semestre de 2016 e vai contar com composições de gêneros como MPB, forró e frevo. “A ideia é que parte da renda desse segundo CD seja revertida para a associação de pacientes recém-criada no Rio Grande do Norte”, observa.

Trata-se da Associação de Pais e Amigos dos Fissurados do RN (Apafis), instituída no último mês de março, e que tem Siderley como vice-presidente. As reuniões são realizadas no auditório do Conselho Regional de Odontologia (CRO-RN), em Natal. “Inicialmente, nosso objetivo é levantar recursos para que a Apafis possa ter sua sede e uma casa de apoio para os pacientes”.

O primeiro CD de Siderley, “Simples Assim”, é de 2012, e também teve parte de sua renda revertida a entidade assistencial. Seus pais, Siderley Menezes e Silvia Jatobá, também são atuantes de longa data, inclusive como Pais Coordenadores em sua região (projeto do Serviço Social do HRAC).

Hoje com 38 anos, uma filha de 12 (Stela) e uma voz impressionante, Siderley também é diretor de TV na empresa da família. “O diferencial foi a disciplina com o tratamento, feito todo no Centrinho em Bauru. Eu fiz tudo no tempo certo”, avalia.

“E esse sucesso da reabilitação deve-se primeiro ao compromisso dos meus pais, que nunca deixaram de retornar a Bauru sempre que era marcado. Também teve a assistência no meu estado. Realizava fonoterapia três vezes por semana. A gente chegou a se mudar na época, de Currais Novos para Natal”.

Para Siderley, é muito importante que o paciente e a família tenham consciência e valorizem o trabalho da instituição que está reabilitando. “Quando você está em tratamento e é agendado, possivelmente está ocupando a vaga de outro que precisa como você. E, em um hospital como esse, público, com um tratamento humanizado como o Centrinho de Bauru oferece, o mínimo que a gente pode corresponder é se esforçar para jamais faltar”.

Siderley destaca que é preciso muita determinação e compreensão para enfrentar o tratamento. “É um contexto de sacrifícios que o paciente e a família passam”. Como diz o refrão de sua canção: “Por isso coragem e perseverança / Já doeu em mim, eu sei como é / Eu sei bem que você vai fazer / Por isso não tema e siga adiante / Eu estou aqui recuperado / Você vai ficar também”.

Tiago Rodella, SerCom HRAC-USP

Eventos na USP Bauru discutem terceiro setor e inclusão social

2016_04_01_peca_teatral

Foto: Julia Parpulov

Programação conta com peça teatral que aborda universo da fissura labiopalatina e apresentações musicais de pacientes

Nos dias 7 e 8 de abril, o campus da USP em Bauru vai sediar dois eventos que visam discutir o terceiro setor, inclusão social e ações para o fortalecimento de associações de pacientes com fissura labiopalatina ou deficiência auditiva. A organização é do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC/Centrinho) da USP, Rede Nacional de Associações de Pais e Pessoas com Fissura Labiopalatina (Rede Profis) e Sociedade de Promoção Social do Fissurado Lábio-Palatal (Profis) de Bauru.

O XII Encontro da Rede Profis acontece no dia 7 de abril, quinta-feira, das 8h às 18h, no auditório da Biblioteca da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB) da USP. No período da manhã, serão apresentadas iniciativas de apoio à Rede Profis – como a venda das agendas “A luz do teu sorriso” e das camisetas “As fissuradas” – e experiências das associações espalhadas pelo Brasil. Também haverá depoimentos de pacientes que concluíram o processo de reabilitação e que vão compartilhar suas trajetórias e experiências.

No período da tarde, acontecerão duas mesas-redondas, “Mapeamento dos serviços de saúde e reabilitação na área das anomalias craniofaciais e deficiência auditiva no Brasil” e “Elo Clube: Franquia Social, Captação de Recursos e Mídias Sociais”. Será realizada ainda a assembleia geral da Rede Profis, com apresentação de contas e balanço e eleição de nova diretoria para o biênio 2016-2018.

Entre os convidados, além de pacientes e membros da equipe do Centrinho-USP, Rede Profis e Profis Bauru, estão: Daniela Barbosa, mestre em Ciências da Reabilitação pelo Centrinho-USP, professora assistente do curso de Fonoaudiologia da Universidade Norte do Paraná (Unopar), fonoaudióloga do Centro de Apoio e Reabilitação dos Portadores de Fissura Lábio-Palatal de Londrina e Região (Cefil) e da Rede As Fissuradas, e voluntária da Operação Sorriso Brasil; e o psicólogo Nelson Antônio de Barros Júnior e o advogado Renato Bueno de Souza Filho, da Elo Clube Assessoria e Captação de Recursos para o Terceiro Setor.

Já no dia 8 de abril, sexta-feira, será realizado o Curso Terceiro Setor e Inclusão Social. O evento acontece das 7h30 às 17h30, no Teatro Universitário da FOB-USP. “O terceiro setor e o novo marco regulatório” será o tema da palestra da manhã, ministrada pelo administrador Carlos Emanuel de Campos Silva, da Audisa Auditoria e Consultoria.

À tarde, a programação prossegue com a palestra “Soluções digitais: Marketing tradicional e digital (crowdfunding)”, ministrada pelo publicitário Alexandre Carvalho, pós-graduado em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), mestre em Comunicação pela Unesp e professor do FIAM-FAAM Centro Universitário.

Encerrando o curso, haverá a mesa-redonda “A Lei Brasileira de Inclusão (Estatuto da Pessoa com Deficiência)”, com a participação de Wederson Rufino dos Santos, coordenador-geral de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Secretaria de Direitos Humanos do Governo Federal (por videoconferência), e do advogado Eduardo Jannone da Silva, coordenador da Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência da OAB Bauru e membro do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Comude) de Bauru.

As aberturas e intervalos dos eventos vão contar com diversas apresentações musicais de pacientes do Centrinho-USP. Além de incrementar a programação cultural dos eventos, o intuito é mostrar e estimular talentos.

O XII Encontro da Rede Profis e o Curso Terceiro Setor e Inclusão Social são voltados a dirigentes, representantes e voluntários de associações de pais e pessoas com anomalias craniofaciais ou deficiências auditivas e de entidades do terceiro setor, além de profissionais, alunos, residentes e estagiários da USP Bauru e demais interessados.

Inscrições e programação completa pelo site www.centrinho.usp.br/eventos/info. As inscrições promocionais serão recebidas também nos dias dos eventos. Mais informações pelo e-mail eventos.hrac@usp.br ou telefone (14) 3235-8437.

‘O menino que não sabia chorar’
Como parte da programação, o campus da USP em Bauru vai receber o espetáculo teatral “O menino que não sabia chorar”. O musical infantil será encenado no dia 7 de abril, quinta-feira, às 20h, no Teatro Universitário da FOB-USP.

Inspirado na história real do pequeno Bento – que nasceu com fissura labiopalatina e não teve o canal lacrimal de um dos olhos formado –, o espetáculo é uma aventura musical do menino e de sua irmã, Clarice, em busca do seu choro.

No caminho, eles encontram personagens muito divertidos que tentam fazer o garoto chorar: o vovô Caruso (inspirado no avô de Bento, o ator Marcos Caruso), que tem em casa um medidor de felicidade; o roqueiro Jimmy Joe; o temido cangaceiro Deoclécio Jirimum e o médico Dr. Cesar. Mas o que eles conseguem mesmo é provocar muitas risadas com suas invenções mirabolantes.

Para falar da realidade do filho de forma poética, a artista plástica Luiza Pannunzio criou o personagem O Menino que Não Sabia Chorar, que, com suas ilustrações e textos, ganhou milhares de seguidores na página “As Fissuradas” nas redes sociais. E foi pela internet que a dramaturga Paula Autran conheceu a história de Bento e decidiu levá-la para os palcos com muita poesia, música e aventura, chamando a atenção para o tema da fissura labiopalatina.

Com duração de 50 minutos, a peça tem dramaturgia de Paula Autran, direção geral de Fabio Brandi Torres, direção musical e trilha original do maestro Marcelo Amalfi e ilustrações e figurino de Luiza Pannunzio. No elenco estão Camila dos Anjos, Denis Antunes, Gabriela Fortanell e Geraldo Rodrigues.

Os convites para o espetáculo estão à venda na Profis Bauru, por R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia-entrada). Pessoas com deficiência têm entrada gratuita na compra de um ingresso para acompanhante. Mais informações sobre convites pelo e-mail redeprofis@gmail.com ou pelo telefone (14) 3234-5699.

A FOB-USP fica localizada na Alameda Dr. Octávio Pinheiro Brisolla, 9-75, Vila Universitária, e a Profis Bauru, na Rua Sílvio Marchione, 3-55, Vila Universitária, em frente ao Centrinho-USP.

Centrinho-USP realiza 3º Encontro da Cultura e Extensão

logo_ecex_2016_okSerá realizado neste sábado, 23 de janeiro, o 3º Encontro da Cultura e Extensão do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC/Centrinho) da USP. O evento visa divulgar as pesquisas desenvolvidas pelos alunos dos cursos lato sensu e de extensão da instituição.

No período da manhã, das 9h às 12h, haverá sessão de painéis no saguão da Unidade 2 do Centrinho-USP. Ao todo, serão apresentados 99 trabalhos, de alunos dos cursos de Especialização em Dentística, Endodontia, Odontopediatria, Ortodontia, Periodontia, Prótese Dentária e em Radiologia Odontológica e Imaginologia, do Programa de Aprimoramento Profissional em Saúde e das Residências Multiprofissionais em Síndromes e Anomalias Craniofaciais e em Saúde Auditiva.

No período da noite, às 20h30, no Buffet Mantovani em Bauru, acontece a solenidade de formatura daqueles que estão concluindo os cursos e aderiram ao evento. A organização do Encontro é do Serviço de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão do Centrinho-USP.

O Hospital fica na Rua Sílvio Marchione, 3-20, Vila Universitária, Bauru. Mais informações pelo site www.centrinho.usp.br/eventos/info, e-mail eventos.hrac@usp.br ou telefone (14) 3235-8437.

Formação
A vocação do Centrinho-USP para a formação de recursos humanos altamente qualificados na área da saúde consolidou-se por meio de seus programas de ensino – iniciados em 1995 – e da forte atuação em pesquisa, inclusive em parceria com instituições do exterior. Só nos cursos lato sensu e de extensão, já foram titulados 1.010 especialistas (sendo 56 em 2015). Já na pós-graduação stricto sensu, o Hospital já titulou 257 mestres e doutores (26 no último ano), totalizando 1.267 profissionais formados na instituição.

evento científico: Transtorno do espectro autista é tema de encontro na USP em Bauru

Com a participação de especialistas do Brasil e do exterior, evento recebe inscrições até 29 de setembro

Nos dias 2 e 3 de outubro, será realizado, no Teatro Universitário da USP em Bauru, o 4º Encontro de Neuropsicologia na Infância, promovido pelo Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC/Centrinho) da USP e pela Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Neste ano, o tema será “Atualizações no Transtorno do Espectro Autista”.

O objetivo é discutir aspectos preventivos, de diagnóstico e tratamento de transtornos do desenvolvimento humano, visando a melhoria da aprendizagem e qualidade de vida da criança com necessidades educativas especiais. Voltado a professores, profissionais e estudantes da área da saúde, pais e toda a comunidade interessada, o encontro conta com curso, conferência, palestra e mesas redondas com renomados especialistas na área, do Brasil e do exterior.

Segundo a professora Maria de Lourdes Merighi Tabaquim, do Programa de Pós-Graduação do Centrinho-USP e do Departamento de Fonoaudiologia da FOB e uma das coordenadoras do evento, dados da Organização Mundial de Saúde apontam que cerca de 10% das crianças em todo o mundo nascem ou adquirem impedimentos físicos, mentais ou sensoriais que interferirão no seu desenvolvimento.

“Os Transtornos do Espectro Autista fazem parte de um grupo de alterações do neurodesenvolvimento e, em alguns casos, estão associados a outros diagnósticos genéticos, inclusive como causas de transtornos neuropsiquiátricos. Para fomentar o conhecimento neste campo e contribuir para o desenvolvimento de modelos mais eficazes na identificação e abordagem diagnóstica e de estimulação na infância, procuramos agregar na programação os saberes de diversas áreas, como neurologia, psiquiatria, psicologia, fonoaudiologia, pedagogia e odontologia”, salienta.

As inscrições promocionais estão abertas e podem ser feitas pela internet até o dia 29 de setembro. Mais informações e inscrições pelo site www.centrinho.usp.br/eventos/info, e-mail eventos.hrac@usp.br ou telefone 14 3235-8437.

O 4º Encontro de Neuropsicologia na Infância tem coordenação das professoras Maria de Lourdes Merighi Tabaquim e Dionísia Aparecida Cusin Lamônica, do Departamento de Fonoaudiologia da FOB. Conta também com apoio do Grupo de Estudo e Pesquisa em Desenvolvimento e Humano e Anomalias Craniofaciais (GEP).

Serviço
4º Encontro de Neuropsicologia na Infância
Tema: “Atualizações no Transtorno do Espectro Autista”
Quando: 2 e 3 de outubro
Onde: Teatro Universitário da USP em Bauru (Alameda Dr. Octávio Pinheiro Brisolla, 9-75, Vila Universitária, Bauru-SP)
Público-alvo: professores, profissionais e estudantes da área da saúde, pais e demais interessados
Inscrições promocionais: até 29 de setembro
Realização: Hospital Centrinho-USP e FOB
Mais informações e inscrições: site www.centrinho.usp.br/eventos/info, e-mail eventos.hrac@usp.br ou telefone (14) 3235-8437

Na TV USP Bauru
Para saber mais sobre o tema e outros detalhes do evento, assista a entrevista da professora Maria de Lourdes Tabaquim ao programa ‘Ligado na Universidade’, produzido pela TV USP Bauru. O link é: https://www.youtube.com/watch?v=3wOmn3N5ugA.

Encontro na USP em Bauru discute ética em pesquisa em seres humanos

Foto: Adauto Nascimento / Banco de imagens HRAC-USP

Foto: Adauto Nascimento / Banco de imagens HRAC-USP

Será realizado no dia 7 de agosto, na Universidade de São Paulo em Bauru, o 4º Encontro dos Comitês de Ética em Pesquisa, promovido pelo Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC/Centrinho) e pela Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB), da USP.

O objetivo do Encontro, que acontece no Teatro Universitário da USP em Bauru, das 8h às 17h30, é propiciar a atualização das informações e normas sobre ética em pesquisa em seres humanos. O público-alvo do evento são membros de comitês de ética em pesquisa, pesquisadores, docentes, alunos de graduação e pós-graduação de instituições de ensino superior e demais interessados.

O Encontro conta com conferências e videoconferência, que vão debater temas como biobancos e biorrepositórios (conjuntos de material biológico humano, rigorosamente coletados e armazenados para fins de pesquisa); termo de consentimento livre e esclarecido e atenção com os participantes após a pesquisa; e integridade na pesquisa científica. Ao final de cada conferência, os participantes poderão se manifestar e fazer perguntas.

Entre os palestrantes convidados estão Jorge Alves de Almeida Venâncio, coordenador da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep); Maria Cristina Paganini, enfermeira do Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Paraná e membro da Conep; Paulo Henrique Condeixa de França, professor da Universidade da Região de Joinville, pesquisador em microbiologia e membro da Conep; e Rafael Arouca Höfke Costa, docente e pesquisador da Escola Nacional de Saúde Pública da Fundação Oswaldo Cruz. As coordenadoras dos Comitês de Ética em Pesquisa em Seres Humanos (CEPs) do Centrinho-USP, Silvia Maria Graziadei, e da FOB, Izabel Regina Fischer Rubira-Bullen, fazem a abertura do evento.

Organizado pelos CEPs do Hospital Centrinho-USP e da FOB, o 4º Encontro dos Comitês de Ética em Pesquisa é gratuito e as vagas são limitadas. Os interessados devem fazer sua inscrição até o dia 4 de agosto, pelo site www.centrinho.usp.br/eventos/info. Mais informações pelo e-mail eventos.hrac@usp.br ou telefone (14) 3235-8437. O Teatro Universitário da USP em Bauru fica na Alameda Dr. Octávio Pinheiro Brisolla, 9-75, Vila Universitária.

Serviço
4º Encontro dos Comitês de Ética em Pesquisa do Centrinho-USP e da FOB
Quando: 7 de agosto de 2015
Onde: Teatro Universitário da USP-Bauru (Alameda Dr. Octávio Pinheiro Brisolla, 9-75, Vila Universitária, Bauru-SP)
Público-alvo: membros de comitês de ética em pesquisa, pesquisadores, docentes, alunos de graduação e pós-graduação e demais interessados
Organização: Comitês de Ética em Pesquisa do Centrinho-USP e da FOB
Inscrições gratuitas: até 4 de agosto de 2015, em www.centrinho.usp.br/eventos/info
Mais informações: e-mail eventos.hrac@usp.br ou telefone (14) 3235-8437

%d blogueiros gostam disto: